Banho e Tosa

Banho e Tosa de Cães e Gatos:

Todos que possuem um cão sabem o quão mal cheiroso ele pode ficar se não tiver uma higiene regular. O banho e tosa de cães são ferramentas importantes para manter a saúde do cãozinho e evitar problemas de saúde tanto do animal, quanto do seu dono. Pulgas, carrapatos e todo tipo de bactéria ou doença de pelos e pele podem ser facilmente evitadas para que o dono não precise gastar mais tendo que tratá-las.

Cães de pelo longo necessitam de escovação regular para não causar nós. A tosa também é necessária em épocas mais quentes. Há pelos longos que vão dos mais finos aos mais grossos, quanto mais fino e liso o pelo do cãozinho, maior deve ser o cuidado   com ele.

Há cães que possuem dupla pelagem – que, além dos pelos comuns, também possuem subpelos. Essa dupla pelagem é uma proteção extra que algumas raças possuem de acordo com a sua evolução e necessidade. Esses tipos de cães também necessitam de escovação regular, se tiverem pelos mais compridos, para evitar o acúmulo de pelos soltos.

Alguns cães possuem uma tendência maior a desenvolverem problemas de pele, nesse caso, o banho e a tosa são extremamente necessários para evitar que esses problemas se desenvolvam.

Há raças em que o cuidado com os olhos deve ser redobrado, pois elas tem uma predisposição maior a produzir bactérias nocivas. A limpeza diária é necessária.

Conhecer os hábitos do cão também é importante para saber quanto banho ele necessita e quão frequente deve ser a tosa do cão. Cães que costumam ficar muito tempo em ambientes externos tendem a se sujar com mais facilidade, e cães que vivem em apartamentos precisam de banhos mais regulares pelo cheiro.

Algumas dicas:

Banho em filhotes deve ser dado após dois meses de vida, usando produtos próprios para eles. O banho em pet shop só é valido após seu cão ter sido vacinado e vermifugado, desse modo o primeiro banho dele será em casa. Alguns veterinários podem indicar banho, mesmo em casa, apenas após o termino das vacinas e vermifugação.

Além das chances de pegar doenças quando o filhote não tomou todas as vacinas, ele também corre o risco de ficar muito estressado na primeira experiência com banho, por isso o banho em casa é mais indicado, pois o dono pode acalmar seu cãozinho.

Se o dia do banho de seu cão ainda não chegou, mas seu cheiro está muito forte, uma opção é usar produtos de banho seco. O próprio dono pode aplicar e remover a sujeira superficial do pelo do pet, minimizando assim o odor até o próximo banho. Essa opção também é valida durante o inverno.

Aproveite o dia do banho para promover a limpeza de outras partes do corpo de seu cãozinho. Limpe os ouvidos para evitar o acumulo de cera, escove os dentes com creme dental e escova, próprios para cachorros, e apare as unhas de acordo com o crescimento das mesmas, mas apenas se souber o que está fazendo. Caso contrário só deixe as unhas do seu cachorro serem cortadas por profissionais, evitando sangramentos.

Sempre siga as recomendações do veterinário sobre quais produtos usar, com que frequência dar banhos, etc.. Se o cão apresentar pulgas e carrapatos consulte o veterinário para saber qual o produto ideal para o seu cão e como o utilizar.

Sobre a tosa:

O processo de tosa é muito importante não apenas para estética, mas para a saúde e higiene do cachorro, especialmente para determinadas raças. A tosa facilita a transpiração do animal e favorece o bem estar do pet, por isso é mais frequente nas épocas de calor.

Ela pode ser realizada de duas maneiras: na máquina e na tesoura. A maneira que o cão será tosado depende da finalidade da tosa, tipo de pelo, raça, entre outros fatores. Uma tosa bem feita terá os pelos cortados de maneira uniforme e nivelada, sem a presença de falhas. O tipo de tosa mais comum é a tosa chamada de higiênica e o nome torna sua utilidade autoexplicativa. Ela consiste em cortar os pelos das patas, dando maior segurança para o cão andar e evitando que fungos ou outros parasitas se acumulem no local, da barriga para que eles não embaracem, da região anal e genital, evitando que eles se sujem com as necessidades do pet. Em algumas raças a tosa higiênica pode incluir a região do focinho, orelhas e/ou cauda.

O procedimento deve sempre ser realizado por um profissional tosador que siga as normas de higiene e tenha conhecimento sobre os padrões de diversas raças. Leve seu cão a um profissional que seja da sua confiança e da confiança do próprio pet.

Se informe sobre a necessidade da tosa e a frequência da mesma com seu veterinário. Algumas raças não devem ser tosadas, pois trocam de pelo durante o ano.

Como deve ser o local de banho e tosa em um pet shop:

Escolher um pet shop ou uma clínica de confiança pode se mostrar uma tarefa difícil, por isso siga algumas dicas antes de escolher o local que vai levar seu pet:

  • O local deve ser livre de pelo, limpo e bem arejado;
  • As paredes e pisos devem ser revestidos com material lavável e impermeável;
  • Os materiais usados no procedimento de tosa devem ser limpos;
  • Toalhas devem ser esterilizadas e de uso individual;
  • Deve se oferecer alojamento individual e adequado para cada animal atendido

Tosa em Gatos – Tipos e técnicas

Ter um gato com pelos longos em lugares quentes não é um problema, é possível fazer tosa em gatos

Uma prática comum em cachorros, principalmente no verão, que serve para cortar os pelos dos animais e evitar que passem muito calor ou até casos de hipertermia em cidades que podem ser muito quentes. Porém, com seus amigos bichanos o assunto quase não é abordado. Afinal, é possível fazer tosa em gatos?

Em alguns casos é sim necessário fazer tosa em gatos, principalmente animais muito peludos em locais muito quentes. Porém não são todas as raças que podem ser tosadas e o mais indicado é procurar seu veterinário para saber se o seu gatinho realmente precisa disso e com que frequência ou se ele só precisa de uma boa escovação.

A tosa mais conhecida é a higiênica, onde são aparados os pelos da região perianal (para seu gatinho não se sujar quando fizer as necessidades) e aparadas as unhas de bichinhos de pelagem longa, como os persas, por exemplo.

Higiene felina: dicas para o dia-a-dia do seu gatinho:

Saiba como cuidar do seu gatinho com muito amor e carinho. Aprenda dicas para o dia-a-dia de uma boa higiene felina e deixe-o mais saudável!

Os que possuem um gatinho em casa sabem o quão maravilhoso é cuidar de um. Afinal, eles têm um dom incrível de atrair qualquer pessoa, até mesmo os que não estão tão familiarizados com eles. E o melhor é que os dias acabam ficando mais divertidos. Felinos costumam ser muito carinhosos com seus donos. E manter uma boa higiene felina é fundamental para que ele tenha uma vida saudável e duradoura.

Uma excelente higiene felina não é tão difícil. A pessoa pode adotar algumas sugestões, como as descritas abaixo, deixando seu gato mais saudável e com boa aparência. Siga estas dicas que foram elaboradas com muito carinho para você e seu gatinho!

Os gatos, por natureza, são animais limpos. Eles sempre se limpam e removem alguns pelos que caem, além de fazerem suas necessidades na areia. Mas é recomendado dar banho em gatos, seja pra limpar de pulgas, tratar algum problema dermatológico ou a sujeira comum que o gato não consegue limpar sozinho.

Escove o pelo do seu gato:

Os pelos curtos dos gatos só precisam ser escovados de duas a três vezes por semana. Fora isso, eles realmente não precisam de nenhuma ajuda quanto a higiene dos gatos de seus pelos. Porém, existem alguns gatos que amam isso, nesse caso escove frequentemente, só para agrada-los. Por outro lado, os de pelos compridos precisam ser escovados diariamente para evitar que o revestimento torne-se um emaranhado de nós. Use um pente de dentes longos e uma escova de aço macia para desembaraçar os pelos.

Mantenha as bacias de comida e água sempre limpas

Certifique-se de que as bacias de alimentação dos gatos estejam meticulosamente limpas. Se um gato percebe que seu pote de comida não está suficientemente limpo, o mesmo poderá recusar-se a comer. As de água também devem ser lavadas regularmente.

Por fim, o gato geralmente mantém os olhos limpos, mas às vezes você tem que ajudá-los. Se o seu gato tiver sujeira nos olhos, limpe-os com um lenço de papel ou algodão umedecido em água morna. Limpe a sujeira movendo o tecido na direção do focinho. É importante examinar seus ouvidos semanalmente e limpar a cavidade se necessário.

Fique atento se os seus ouvidos estiverem quentes ou se o animal sacudir frequentemente a cabeça, caso isso esteja acontecendo é hora de ir ao veterinário. Também avalie as gengivas e dentes mensalmente e não se esqueça da escovação diária, para evitar encontrar revestimentos escuros e gengivas avermelhadas. Ter uma boa higiene felina é fundamental.

Traga seu Gatinho para o Centro de Estética Animal da Prime Pet Center; ele será tratado com todo carinho.

 

Deixe uma resposta