Ceia de Natal e Ano novo são perigo para cães e gatos

Adoramos quando chega o natal, família reunida, decoração linda, momento de confraternizar e é claro, muitas comidas deliciosas na ceia. É claro que o cãozinho da família está presente nesses momentos, mas o que muita gente não sabe é que a ceia de Natal é um perigo para os cães.

Porque a ceia de Natal e Ano novo representa risco?
Infelizmente muitos alimentos humanos são um risco gigantesco para a saúde canina. Nessa época do ano as comidas ficam cheias de uvas passas, e uvas passas ou normais são um risco para os cães, pois prejudicam o sistema renal dos peludos.

Frutas cristalizadas e uvas passas presentes nos panetones também são um perigo, e os chocotones devem ficar bem longe dos cães, afinal chocolate é venenoso para os cãezinhos.

Chocolate contém teobromina, que é um alcaloide semelhante à cafeína, especialmente perigoso para cães: chocolates, portanto, que são muito comuns em enfeites de Natal, em forma de Papai Noel ou bolas decorativas, utilizados na árvore de Natal devem ser mantidos bem alto e fora do alcance dos pets da casa.

Apesar ser necessária uma grande quantidade de teobromina para matar um cachorro, segundo a comunidade veterinária, se animais menores ingerirem entre 100 e 500 miligramas por kg pode ser fatal.

Você também deve evitar cremes e produtos lácteos, como molhos e sobremesas a base de queijo. Mesmo que esses produtos não sejam potencialmente tóxicos para os animais de estimação, muitos cachorros são intolerantes a lactose e alimentos feitos à base de leite podem causar diarreia, tanto em cães quanto em gatos, especialmente se forem ingeridos em grandes quantidades.

Também é importante que você tenha em mente que doces em geral, não fazem parte da dieta alimentar natural de um canídeo e podem causar problemas de diferentes proporções para a saúde de um cão, como aumento de peso, problemas dentários e até diabetes.

O peru de natal contem ossos que se partem ao ser mordidos pelos cães e furam a boca do animal, caso engolidos podem perfurar órgãos e causar hemorragias. Além de todos esses perigos vale ressaltar que os temperos usados nas comidas para humanos não podem ser ingeridos por cães.

Bacalhau: peixes são nutritivos e bem-vindos, mas só podemos oferecer o bacalhau fresco ou congelado, pois o seco possui uma quantidade muito elevada de sal.

Cebola, alho, pimenta e sal, tudo isso faz mal ao cão. Por isso a ceia de Natal não deve chegar ao alcance do seu peludinho. Pois muitos dos alimentos que estão nela podem fazer mal.

Bebidas alcólicas são terminantemente proibidas. Os cachorros são muito mais sensíveis ao álcool, e até mesmo um pequena quantidade pode causar intoxicações significantes.

Evitando que o cão coma da ceia
Já sabemos que a ceia de natal e ano novo é perigosa para os cães, se você pretende deixar seu cãozinho passeando livremente pela casa durante a festa de natal da família, então oriente as pessoas presentes, principalmente as crianças que costumam dar comida para os cães.

Tente não deixar as comidas ao alcance do cão e peça para que todos façam o mesmo, evitando deixar pratos com sobras em cima de mesinhas baixas e lugares que o cão possa alcançar. Afinal, se ninguém impedir, o cãozinho certamente vai comer o que conseguir pegar.

Fazendo a ceia do seu cão
Quem quiser dar um agrado ao seu cão, pode fazer a ceia de natal ou de ano novo dele. É permitido frango ou peru cozido sem tempero, pele nem ossos. Cenoura, vagem cozida e frutas como maça, banana e mamão em pedaços.

Pode cortar tudo em pedaços e colocar no pote de comida do seu cãozinho, mas não exagere demais para não sair demais da dieta. Pode misturar a ceia com ração também. Seu cãozinho vai amar.

Caso seu cão tenha algum problema de saúde que o faça seguir uma dieta regular, então fale com o veterinário antes de pensar em servir uma ceia de natal ao seu cãozinho, para ter certeza de que ele poderá curtir a refeição sem problemas.

 

Fonte: https://www.novafriburgoemfoco.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *